terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

INDIGNAÇÃO(Crônica)

                                                      INDIGNAÇÃO                      EM, 20/05/2004

Um após o outro, assistimos a golpes,roubos, falcatruas e toda espécie de pilantragens em nosso país.Parece cultural a tendência ao enriquecimento ilícito, a enxergar apenas os próprios interesses em detrimento da grande maioria, que move muitas das nossas autoridades.
Vemos os noticiários num misto de espanto,indignação e revolta!
Sucedem-se, alternadamente, os desvios de verbas, a transferência de dinheiro para o exterior, a barganha vergonhosa de sentenças, a utilização de cargos em proveito próprio, o superfaturamento de obras...o roubo puro e simples.
A corrupção deslavada, nos mais variados níveis.É pura lama! A ganância que move essas pessoas é ultrajante e ofensiva! Pessoas que estão nos seus cargos, a maioria das vezes com o nosso aval, pois são funcionários públicos e são pagos com o nosso dinheiro, dos pesados impostos que pagamos.
É máfia disso, é máfia daquilo, a cada semana surge um modo novo e criativo de nos passar a perna.
A cada novo escândalo, são  sufocados os que aconteceram a algum tempo atrás, há pouco tempo atrás.
São todos alimentados pela impunidade!
Surge uma pergunta que não quer calar- Até quando?
Até quando os cidadãos honestos desse país vão assistir  a avalanche de roubos praticados por estes ladrões gananciosos?
Até quando vamos aturar as caras cínicas dando entrevistas, querendo justificar o injustificável, chamando-nos intimamente de idiotas?
Chega da cultura de levar vantagem em tudo!
Chega de roubalheiras!
Chega de ganância e desonestidade!
A sacola de vocês não enche nunca não?
Pessoas como essas não merecem tratamento diferenciado, não merecem consideração.
Senhores legisladores, vocês estão aí porque nós os colocamos.
Trabalhem por nós, não contra nós. Não olhem apenas para os próprios umbigos, levantem a cabeça e olhem à frente,para o povo, para o mais longínquo habitante deste país. Povo que sofre,e sofre muito.
Criem leis que não deixem "brechas". Ah as brechas, as famigeradas brechas. Não aguentamos mais essas brechas. É fácil, é só fazer com que o sim, signifique apenas sim e o não signifique apenas não!
Outra dica: tudo que é mais simples é mais fácil de absorver. Não compliquem!
Façam o que as pessoas dignas desse país esperam de vocês.Vocês são tão bem remunerados.
Chega da cultura de levar vantagem em tudo. Essa mentalidade é pobre, é paupérrima. Pensar assim não não nos leva a  lugar algum, se lembrarmos que somos seres sociais. Não adianta nada nos trancar atrás de grades, cadeados, circuitos internos de TV, porteiros eletrônicos,cercas elétricas,seja lá qual for a parafernália de segurança que inevitavelmente a violência nos atingirá.De uma forma ou de outra.
Se nós, enquanto sociedade,não pensamos como sociedade e não agimos como tal, tudo isso se mostrará inútil.
Observem o tamanho do nosso território, a grandeza do sentimento do brasileiro, povo solidário, alegre e trabalhador.
Merecemos muito mais do que estamos recebendo.
Queremos justiça social, melhor distribuição de renda e um Brasil melhor.
Para todos! Incondicionalmente,para todos!

Um comentário: